Busca na UnAN:
  • Tudo
destaques
Livro discute a viuvez do ponto de vista das relações de gênero
"O Enigma das Viúvas" é produto da pesquisa de livre-docência de Lídia Possas, da Unesp
Marcos Jorge
13/04/2019
Lídia Possas é professor da Unesp no câmpus de Marília

A pesquisadora Lídia Possas, livre-docente em Historia, Relações de Gênero e Feminismos na América Latina, é autora do livro O Enigma das Viúvas, vivências e sensibilidades Anos 60-80, lançado em março. A partir de entrevistas com mulheres que perderam seus parceiros e uma vasta pesquisa, a docente visa decifrar a construção histórica dos significados da palavra viuvez.

“Ser viúva ou viúvo na longa duração histórica apresenta variações no tempo e espaço, porém permaneceu com práticas e regras de bem vestir, de bem agir, de bem falar”, aponta a historiadora. “De leis consuetudinárias aos discursos jurídicos com o advento do Estado Burguês, a viuvez manteve-se rodeada de um moralismo cultuado e com forte poder simbólico sobre as pessoas, principalmente das mulheres”, ressalta.

No sumário da obra, a pesquisadora destaca que os movimentos feministas e as discussões sociais e políticas levantadas por esses movimentos ainda não foram capazes de mudar a perspectiva da viuvez arraigada na sociedade. “Discussões e debates políticos não avançam para uma maior concretude da vida das mulheres e homens em situação de viuvez. Representações de uma tradição permanecem como algo dado, residual, cristalizado pela cultura ocidental e cristã”, aponta a autora no sumário do livro.

O livro é fruto da pesquisa desenvolvida pela professora para sua livre-docência, em 2014, e destaca especialmente o período das ditaduras militares no Brasil (São Paulo) e na Argentina (Córdoba), dos anos 60 aos anos 80. O contato com as vivências das mulheres argentinas que perderam seus maridos pelo terrorismo do Estado, em especial, permitiu à pesquisadora notar uma construção que escapava à totalidade pré-estabelecida.

“Ao indagar para as entrevistadas se eram “viúvas”, diante do desaparecimento (presunção de morte) do seu companheiro pelas forças repressivas do Estado Terrorista, no caso da  cidade de São Paulo e de Córdoba, a pergunta gerou estranhamento, principalmente para as cordobesas: ‘Eu nunca  pensei se sou ou não una viúva. O que sei que sou é mulher de desaparecido e por isso a minha luta e a militância junto à organização dos Familiares de Desaparecidos’”.

O Enigma das Viúvas: vivências e sensibilidades Anos 60-80
Autores: Lídia M. V. Possas
Editora: Editora CRV
Ano de edição: 2019
Número de páginas: 148

Atendimento Online UnAN Nosso Atendimento Online é um sistema que está pronto para ajudá-lo com suas demandas. Acesse agora e conte com nossa parceria!
unan@unesp.br
(+55 11) 5627-0327
produtos

Guia de Profissoes UnespVestibular UnespClipping UnespTV UnespRádio Unesp
ACI - Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp
Rua Quirino de Andrade, 215 - 4o andar
Centro - São Paulo - SP - 01049-010
(+55 11) 5627-0327
unan@unesp.br UnAN - Acesse também por Smarthphone e Tablet
Facebook Unesp ReitoriaTwitter Unesp ReitoriaInstagram Unesp Reitoria