Busca na UnAN:
  • Tudo
destaques
A escolha das melhores teses da Unesp estimula a excelência
Autores e orientadores premiados falaram sobre a importância do reconhecimento
Jorge Marinho
27/12/2018
O reitor da Unesp, Sandro Valentini (2º à esquerda); vice-reitor, Sérgio Nobre (2º à direita); o pró-reitor de Pós-Graduação, João Lima; e o diretor da AUIN, Wagner Valenti, entregaram os prêmios aos vencedores do Prêmio Unesp de Teses, durante o CEPE

Foi a primeira vez que a Unesp premiou a excelência das teses de doutorado produzidas na Universidade. As láureas foram entregues na Reitoria, em São Paulo, durante a última reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) de 2018, pelo reitor Sandro Valentini, pelo vice-reitor Sérgio Nobre, pelo Pró-Reitor de Pós-Graduação, João Lima e pelo diretor da Agência Unesp de Inovação (AUIN), Wagner Valenti. Os autores e orientadores das melhores teses receberam prêmios em dinheiro, um patrocínio do Banco Santander, por meio do Convênio Unesp/Santander.

foto_site.jpg

“Essa premiação é bastante disruptiva, bastante inovadora, porque duas questões principais foram colocadas. A primeira é a questão do alinhamento aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda da 2030 da ONU (Organização das Nações Unidas) que tocam problemas de todos nós, em qualquer continente, em que qualquer país. Então, esse exercício do João Lima e sua equipe na direção de fazer a premiação, escolhendo teses ligadas aos ODS foi uma grande novidade. A outra é, justamente, fazer com que os alunos de doutorado, esclareçam os seus trabalhos de tese para uma população comum, ou seja, para pessoas que não tem condições de entender todos os detalhes ou a profundidade da tese”, afirmou Sandro Valentini, reitor da Unesp.

“Pode parecer simples, mas o processo é longo, infelizmente as pessoas estão com carga de trabalho muito grande e a parte mais difícil foi conseguir os 60 avaliadores para analisar essas teses. Isso durou dois, três meses, mas no final, nós conseguimos fazer isso bem feito. Mas eu acho assim, o resultado final é de missão cumprida. Eu acho que foi um desafio que nós nos colocamos, enfrentamos esse desafio e, é claro, que no dia da premiação, nós ficamos muito felizes porque o resultado foi altamente positivo”, declarou João Lima Sant’Anna Neto, Pró-Reitor de Pós-Graduação da Unesp.

Das 65 teses inscritas, 11 foram premiadas, 9 tiveram menção honrosa e três vídeos que apresentaram as teses foram escolhidos como os melhores por mais de 300 alunos de ensino médio da Escola Caetano de Campos, em São Paulo/SP.

O Portal Unesp conversou com alguns dos autores e orientadores laureados pela Universidade.

“Eu só consegui me formar e fazer pós-graduação, porque eu tive auxílio moradia, eu tive auxílio bolsa PAI, que são auxílios ao aluno carente. Foram esses auxílios que me mantiveram cinco anos na Universidade, que conseguiram me manter, minimamente, para que eu pudesse terminar o meu estudo, entrar no mestrado, e depois no doutorado eu conseguir a creche, conseguir colocar a minha filha na creche da Unesp que me possibilitou também fazer as disciplinas, fazer a pesquisa, já que eu sou a mãe solo. Eu estou aqui para falar que essas políticas públicas de inclusão na Unesp devem se continuadas, está aí o resultado do trabalho”, disse Adrienne Katia Savazoni Morelato que obteve menção honrosa com a tese 'As vestes do corpo e melancolia na poesia de autoria feminina Gabirela Mistral, Cecília Meireles e Henriqueta Lisboa' (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/151640), pelo Programa de Pós-Graduação (PPG) de Estudos Literários da FCL – Araraquara.

“É um momento totalmente gratificante de termos o nosso trabalho, árduo, durante 4 anos, no laboratório, em campo, reconhecido. Eu também parabenizo a iniciativa da Unesp de reconhecer as melhores teses”, afirmou Lauren Nozomi Marques Yabuki, cuja tese premiada foi ‘Utilização de novos agentes ligantes obtidos a partir de biomassas para determinação de íons metálicos por meio da técnica de difusão em filmes finos por gradiente de concentração' (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/150678), do PPG Geociências e Meio Ambiente/IGCE – Rio Claro.

“Esse reconhecimento pela ciência é algo que sempre nos deixa emocionado, porque isso é pouco reconhecido nosso país. É uma iniciativa excelente da Universidade porque ajuda elevar a moral dos estudantes”, comentou o orientador de Lauren, o professor Amauri Antonio Menegario.

“Ter esse reconhecimento da tese, colocá-la dentro da escola e esse reconhecimento da Universidade que eu estudei por 6 anos porque, na verdade, eu saí do meu estado de origem, o Rio de Janeiro, fui para o interior de São Paulo, e a Unesp me adotou e agora esse reconhecimento depois mestrado e doutorado, eu estou muito feliz de estar aqui”, expressou Fernanda Malinosky Coelho da Rosa, que recebeu Menção Honrosa com a tese ‘Histórias de vida de alunos com deficiência visual e de suas mães: um estudo em Educação Matemática Inclusiva’ (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/151396).

Para a professora Ivete Maria Baraldi, orientadora da Fernanda, da PPG Educação Matemática/IGCE – Rio Claro/SP, “representa uma grande satisfação, o reconhecimento de um trabalho, fui orientadora da Fernanda desde o mestrado e no doutorado, no mesmo pensamento da educação inclusiva”.

Já para o professor Luis Fernando Barbisan, do PPG de Patologia/FMB, que orientou a tese premiada ‘Efeitos da ingestão da polpa de açaí liofilizada (Euterpe oleracea Mart.) no processo de carcinogênese de cólon associada à colite em ratos Wistar’ (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/149853) da doutora Mariana Franco Fragoso, que também teve o vídeo de apresentação da tese escolhido como o segundo melhor, falou sobre o significado desse ano para ele. “Estou fazendo 20 anos de Unesp nesse ano. Eu acho que o prêmio é um incentivo para continuarmos se dedicando à pesquisa no país, a Mariana foi uma aluna que desbravou. Saiu da Paraíba, veio para Botucatu fazer mestrado e doutorado. É uma vencedora, uma lutadora. Foi para os Estados Unidos fazer doutorado sanduíche. Voltou defender e publicou o seu artigo numa boa revista da área. Foi convidada para voltar aos Estados Unidos, hoje está fazendo pós-doutorado”.

“É uma emoção muito grande, para a gente que trabalha com pesquisa que terminou um doutorado, poder está recebendo essa honraria da Unesp, que é uma instituição com a qualidade que nós sabemos que é extremamente reconhecida. Isso mostra que o trabalho que nós estamos desenvolvendo no campo está no caminho certo. Isso dá impulso para que continuemos trabalhando mais forte e elevando o nome da instituição, cada vez mais”, ressaltou  Richardson Barbosa Gomes da Silva, autor da tese premiada ‘Ângulo foliar e lâmina de irrigação afetam a qualidade das mudas florestais’ (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/150777). “A fala dele já me deixa super emocionada, porque ele está comigo desde a graduação. Eu fui tutora PET quando ele era ainda aluno de graduação e nós já começamos a trilhar o caminho da pesquisa, porque a identifiquei nele um bom pesquisador”, lembrou a orientadora de Richardson, professora Magaly Ribeiro da Silva, da PPG Ciência Florestal/FCA – Botucatu

“Realmente, é muito importante recebermos esse tipo de premiação, afinal de contas foram mais 4 anos dedicados a tese. E fiquei bem feliz, para falar a verdade, porque eu não esperava devido ao tema da minha tese que é bem na parte de Ciências Fundamentais e Ciências Básicas”, analisou Prieslei Estefânio Dominik Goulart Santos que recebeu Menção Honrosa pela tese ‘Einstein-Maxwell-dilaton theory: black holes, wormholes, and applications to AdS/CMT’ (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/152323).  Satisfação também do orientador de Priesley, o professor Horatiu Stefan Nastase, do PPG Física/IFT – São Paulo. “Estou muito orgulhoso por Priesley, porque ele fez a maioria do trabalho. Eu fui só guiando quais coisas estudar”.

“O coração está dizendo que venceu os desafios da academia e que, ao mesmo também, incentiva-me para lutar por outros desafios. Por exemplo, a publicação da própria tese, assim como também o pós-doutorado. São perspectivas que se abrem para o meu caminho à frente”, contou Alberto Bive Domingos, autor da tese premiada ‘A organização das escolas secundárias em Moçambique no período multipartidário 1994-2015: Desafios e perspectivas para o desenvolvimento da gestão escolar' (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/152265), defendida no PPG Educação/FFC – Marília, cuja orientadora foi Rosa Fatima de Souza Chaloba.

“Nos sentimos valorizados dentro da universidade, tendo esse reconhecimento. Eu fiquei muito feliz, muito emocionada, eu realmente não esperava e quando eu recebi o e-mail da pós-graduação, eu falei nossa que legal, alguém do campus na conseguiu prêmio, mas não esperava que fosse eu”, declarou Mariângela Bueno Cordeiro Maldonado que recebeu Menção Honrosa pela tese ‘Identificação de SNPs em sítios CpG localizados em regiões genômicas relacionadas à produção em bovinos’ (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/151514), defendida no PPG Ciência Animal/FMV – Araçatuba e orientada pela professora Flávia Lombardi Lopes.

“Nós somos extremamente cobrados, pelo tempo, pela publicação, pelo desenvolvimento do trabalho e, são poucos momentos em que nós somos, realmente, valorizados naquilo que executamos enquanto pesquisador. Então, essa iniciativa da Unesp de valorizar o que está sendo produzido e também é uma referência de que no Brasil nós fazemos pesquisa de qualidade”, relatou Paula Carolina de Souza que foi premiada pela tese ‘Estudos in vitro e in vivo de compostos furoxânicos, benzofuroxânicos e quinoxalinas com potencial aplicação para o tratamento da tuberculose' (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/151302), defendida no PPG Biociências e Biotecnologia Aplicadas à Farmácia/FCF – Araraquara e orientada pelo professor Fernando Rogério Pavan.

“Tive que fazer muito sacrifício para desenvolver a minha pesquisa. Receber esse prêmio foi o reconhecimento a todo esse sacrifício, tanto meu quanto da minha família, minha filha, minha esposa que tiveram que permanecer muito tempo separado de mim, porque eu tinha que dedicar todo o meu tempo para o desenvolvimento desse trabalho”, confessou Edgar Bisset Alvarez, autor da tese premiada ‘Sistemas de Recomendação para Bibliotecas Universitárias: um aporte teórico da Arquitetura da Informação’ (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/151685), defendida no PPG Ciência da Informação/FFC – Marília e orientada pela professora Silvana Aparecida Borsetti Gregorio Vidotti que discorreu sobre o significado do prêmio para a Ciência da Informação da Unesp."O Prêmio Tese na área de Ciência da informação tem uma valia enorme para nós, porque a nossa área, é uma área jovem, ainda não reconhecida por todos os cientistas,  por todas as áreas do conhecimento, e neste contexto da Unesp, nós concorremos com diferentes áreas e com a avaliação de diferentes pessoas, então, eu fico muito feliz em poder ganhar um prêmio nesse contexto total da Ciência”.

Orientador orgulhoso também ficou foi o professor Ricardo de Oliveira Orsi, do PPG Zootecnia/FMVZ – Botucatu, que guiou Rodrigo Zaluski que escreveu a tese premiada ‘Efeito de dose subletal de fipronil e piraclostrobina, isoladas ou associação, na morfologia de glândulas e proteoma da cabeça de abelhas Apis mellifera L’ (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/152051). “Eu acho que a felicidade de ter recebido esse prêmio vem na verdade é premiar todo o esforço que nós fazemos lá na Faculdade, tanto da diretoria da FMVZ, como no Conselho de Pós-Graduação, mostra que apesar das dificuldades de se fazer pesquisa nesse país, nós somos reconhecidos”, pronunciou Orsi.

“Reconhecimento de tantos anos na pesquisa. Eu fiquei muito feliz porque foi uma pesquisa nova. Não envolvendo animais. Como eu sou da área da saúde, visei não usar animais, utilizei uma técnica com ovos de galinha que se aprofundou para tratar o câncer. Então, receber um prêmio, é um reconhecimento dessa nova formulação, foi muito gratificante”, revelou Giovana Maria Fioramonti Calixto, cuja tese premiada foi 'Sistemas precursores de cristais líquidos mucoadesivos para administração bucal de peptídeo antigelatinolítivo associados à terapia fotodinamica no tratamento do câncer bucal' (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/148946), defendida no PPG Ciências Farmacêuticas/FCF – Araraquara e orientada pelo professor Marlus Chorilli.

Já o Doutor em Química, Adriano dos Santos Paulo, autor da tese ‘Desenvolvimento de biossensor impedimétrico/capacitivo para detecção de biomarcadores de importância clínica' (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/150274), orientada pelo professor Roberto Bueno, do PPG Química/IQ – Araraquara, teve o vídeo que fez a tese escolhido como o melhor. “Eu fiquei muito feliz e gratificado pelo reconhecimento de um trabalho tão difícil de se fazer, de vários anos de pesquisa, além de saber que seu trabalho foi reconhecido pelos alunos e você saber que os objetivos do seu trabalho e a claridade no sentido de saberem o que você está pesquisando”, narrou Paulo.

Já o vídeo que tratou da tese ‘Efeitos do treinamento funcional na cognição e capacidade funcional de idosos com Doença de Alzheimer’ (https://repositorio.unesp.br/handle/11449/150924) da doutora Renata Valle Pedroso, orientada pela professora Ruth Ferreira Santos-Galduroz, do PPG Ciências da Motricidade/IB - Rio Claro, ficou em terceiro lugar. “Esse vídeo mostra a relevância das pesquisas que nós desenvolvemos na Unesp para a população, para esse público leigo. Eu fiquei muito feliz em conseguir transmitir através do vídeo um pouco do que nós fazemos lá dentro da Universidade”, expôs Pedroso. “Eu acho essencial a aproximação da Universidade com o seu público. Toda a minha pesquisa sempre é pesquisa aplicada para que consigamos devolver para a sociedade tudo aquilo que a sociedade dá para nós”, concluiu a orientadora.

O demais vencedores podem ser consultados no seguinte endereço na internet:

https://www2.unesp.br/portal#!/noticia/33944/veja-os-vencedores-do-1-premio-unesp-de-teses-de-doutorado/

https://www2.unesp.br/Home/propg/projetosinternacionais/divulgacao_premio_tese.pdf

Atendimento Online UnAN Nosso Atendimento Online é um sistema que está pronto para ajudá-lo com suas demandas. Acesse agora e conte com nossa parceria!
unan@unesp.br
(+55 11) 5627-0327
produtos

Guia de Profissoes UnespVestibular UnespClipping UnespTV UnespRádio Unesp
ACI - Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp
Rua Quirino de Andrade, 215 - 4o andar
Centro - São Paulo - SP - 01049-010
(+55 11) 5627-0327
unan@unesp.br UnAN - Acesse também por Smarthphone e Tablet
Facebook Unesp ReitoriaTwitter Unesp ReitoriaInstagram Unesp Reitoria