Busca na UnAN:
  • Tudo
destaques
Primeiros passos rumo à Física de ponta
MasterClass reúne na Unesp, em São Paulo, SP, 300 alunos de 20 escolas de ensino médio
Paulo Velloso
15/03/2016
Página na internet das atividades de 2016

Organizado no Brasil desde 2008 pelo São Paulo Research and Analysis Center (SPRACE), a primeira etapa do MasterClass 2016 foi realizado nesta segunda-feira, dia 14, nas dependências do Núcleo de Computação Científica (NCC) e do Instituto de Física Teórica (IFT), na UNESP, Câmpus de São Paulo, no bairro da Barra Funda. O evento, que terá continuidade nos dias 21 e 22, tem por objetivo permitir que estudantes e professores de Ensino Médio não só entrem em contato com as mais recentes descobertas da Física de Partículas como atuem como verdadeiros cientistas, realizando atividades semelhantes às que pesquisadores da área executam em seu dia a dia.

Na edição de 2016, cientistas de cerca de 210 universidades e laboratórios de pesquisa de 45 países receberão os participantes do MasterClass, estimados em cerca de 10 mil estudantes. Na UNESP, serão perto de 300 alunos de 20 escolas.

Como explica Sandra Padula, coordenadora do MasterClass, professora do IFT e membro do SPRACE, a iniciativa é uma ótima oportunidade para despertar o interesse desses adolescentes pela ciência, principalmente pela Física de Partículas. “Eles estão conhecendo, lado a lado com seus professores, um pouco sobre o CERN, o laboratório europeu de altas energias, e terão a oportunidade de trabalhar com dados produzidos no LHC, o grande colisor de hádrons construído na fronteira franco-suíça, próximo a Genebra”.

Rastros de colisões
Para André Castelli, de 16 anos, do Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá, que participa do evento pela segunda vez, a experiência toda é muito gratificante. “Tanto a visita guiada às dependências do CERN quanto a videoconferência foram incríveis”, relata. “Mas a atividade de que mais gostei foram as análises dos rastros de colisões do acelerador de partículas”. Marina Klink, 16 anos, do 2º Colegial da Escola Nova Lourenço Castanho, de São Paulo, elogia a oportunidade de entrar em contato com o dia a dia de quem trabalha na área da Física. “A gente viu muita coisa nova, recém descoberta, como o bóson de Higgs, e achei fascinante a videoconferência”, diz. 

Na videoconferência, grupos de estudantes de diversos países conectam-se com moderadores no CERN para discutir os resultados encontrados. Este ano, estão  participando de videoconferências que incluem cidades da Itália (Pádua e Gênova), Irlanda (Dublin), Croácia (Poz'ega e Zagreb), Turquia (Istambul), Hungria (Székesfehérvár) e Israel (Jerusalém). Na versão 2016, após as videoconferências, os alunos fizeram uma visita virtual guiada ao detector CMS, conduzida ao vivo, em português, por pesquisadores do SPRACE que se encontram no CERN.

De acordo com Valéria Dias, pesquisadora do Instituto de Física da USP, que vem participando do MasterClass desde 2010, os participantes desta segunda-feira pertencem ao que eles chamam de “grupo avançado”. “Eles chegam aqui já com certo preparo, instruídos por seus professores, em suas escolas”, explica. Também integrado ao grupo de coordenação do MasterClass desde 2010, Fernando Carvalho, responsável pela implantação do curso de Engenharia Ambiental no câmpus da UNESP em São José dos Campos, vê na iniciativa a possibilidade de muitos desdobramentos. “Aproximar esses jovens de uma área tão promissora como a Física, em que está acontecendo tanta coisa, pode render frutos inesperados”, sentencia. Com ele concorda Mikiya Muramatsu, professor sênior da USP, à frente de uma equipe de nove monitores, todos alunos-bolsistas, encarregada dos experimentos interativos no evento. “A Física que se ensina, hoje, nas escolas, está muito defasada”, afirma.

Experiência multiplicada
Destacado para explicar a infra-estrutura computacional e de redes do NCC e para realizar uma visita guiada ao Datacenter do núcleo – espaço onde ficam alojados os computadores que fazem o processamento dos cálculos científicos do NCC e do CERN –, Beraldo Leal, engenheiro de software, não esconde o entusiasmo com o que viu. “Era possível notar o fascínio que aquilo tudo provocava naqueles jovens”, descreve. “Não tenho dúvida de que daquele contingente devem sair bons pesquisadores na área da Física de Altas Energias”.

Ao final do evento, alunos e professores recebem um certificado de participação e um kit com publicações da Assessoria de Comunicação e Imprensa da UNESP (“Guia de Profissões” e exemplares da revista “unespciência”), além de um folder ilustrando as partículas fundamentais da matéria descobertas a partir do século XX e um DVD com os exercícios realizados junto ao CERN. “Espera-se que, com este DVD, cada aluno se torne um vetor, repassando a seus colegas o conteúdo visto aqui e multiplicando a experiência”, finaliza Sandra Padula.

Juntamente com Sandra, organizam o MasterClass 2016, além dos já citados, Pedro Mercadante, da UFABC, Cleide Rizzato, do IFSP (câmpus de Suzano) e Nelson Barrelo Junior, da Escola de Aplicação da FEUSP.

Outras informações
https://www.sprace.org.br/events/MasterClass-2016/
http://www.physicsmasterclasses.org

Atendimento Online UnAN Nosso Atendimento Online é um sistema que está pronto para ajudá-lo com suas demandas. Acesse agora e conte com nossa parceria!
unan@unesp.br
(+55 11) 5627-0327
produtos

Guia de Profissoes UnespVestibular UnespClipping UnespTV UnespRádio Unesp
ACI - Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp
Rua Quirino de Andrade, 215 - 4o andar
Centro - São Paulo - SP - 01049-010
(+55 11) 5627-0327
unan@unesp.br UnAN - Acesse também por Smarthphone e Tablet
Facebook Unesp ReitoriaTwitter Unesp ReitoriaInstagram Unesp Reitoria